Cyrano.

Sonhei com você, te devo desculpas. Eu quebrei algumas leis para criar o cenário perfeito, mas a verdade é que existe perfeição sem fogos de artifício ou quartetos de cordas gritando. As quebras que aprendemos com os dias, um sorriso na hora errada, a infelicidade da separação.

Ordem, coerência, estabilidade, opressão, chato.

Queria te conhecer numa chuva gripado com confusões ao redor, cachorros latindo, alienígenas atacando o mundo, a última guerra mundial. Poderia dizer tanta besteira. Olhar para o seu rosto e parar de sonhar com ele.

Mas eu sonhei com você,

E por isso peço desculpas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Charles Bukowski.

Astronauta

A triste e curta vida de Ernesto