Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2013

O nascimento da Clínica.

Ele vê as marcas de sangue na sua mão. Pensa consigo mesmo como é engraçado que os contornos da sua pele possam ter pequenos pontos vermelhos de pura dor. Imagina-se fora da lógica do que dizer. Se ele pudesse criar uma linguagem própria, e ninguém pudesse aprendê-la. Queria criar esse mundo tão circunscrito na sua própria reflexividade que nada pudesse invadir. Os budistas tinham uma concepção de equilíbrio. Retirando os véus que mascaram a realidade, pode-se finalmente ver a real realidade material empírica fictícia. Ou seria um sonho imaginar que sinceramente pudéssemos ser capazes de dividir somente um grande e imenso imaginário. Se todos os seres humanos dividissem uma ideia em comum, talvez eu tivesse a capacidade de abrir um sorriso. Foi isso que eu gostaria de ter dito, mas não conseguia ir além do ecos desmembrados da minha úlcera. Ele sentava no bonde, esperando pelas pessoas se movimentarem ao seu redor. Vendo cada um dos passageiros passando os olhos pelas cadeiras azuis. …